Na LIVE da última quinta-feira, 19/11, o diretor técnico da ABTG, Bruno Mortara, realizou uma explanação muito interessante sobre as diversas atividades que a Associação Brasileira de Tecnologia Gráfica vem desenvolvendo há mais de 60 anos.

Entre os vários trabalhos em nível de educação e capacitação que a entidade realiza está a participação na elaboração e disseminação de normas nacionais e internacionais para a indústria gráfica, incluindo o segmento de flexografia e impressão de rótulos/etiquetas.

Bruno destacou o crescimento da participação do processo flexográfico banda estreita na produção de embalagens, e justificou a importância de se normatizar fluxos produtivos justamente devido a essa expansão.

“Criar processos padronizados significa ganhar tempo, assertividade e também economizar. É produzir com mais qualidade dentro do padrão que o cliente espera, e poder repetir essa qualidade em outras tiragens ou mesmo na produção em outras localidades. Os proprietários de marca esperam por isso e as empresas têm que estar preparadas”, salientou Bruno.

Durante a conversa, conduzida pela organizadora da Flexo &Labels 2021, Marcia Romano, Bruno ressaltou, ainda, novas demandas do segmento Flexo, como uso de gama expandida e normas que norteiam os processos de impressão em níveis de cor, tipos de mídia, formatos etc. Aproveitou também para reforçar o convite para que empresários gráficos e técnicos participem as reuniões abertas do ONS-27 que acontecem virtualmente na ABTG.

Questionado sobre o custo da implantação de normas ISO em uma empresa convertedora ou gráfica, Bruno enfatizou: “O custo equivale a investir em equipamentos para medição de cor e equipamentos de impressão que permitam ajustes adequados, de acordo com a qualidade que se espera obter. É um erro pensar que somente grandes empresas podem se beneficiar com certificações ISO; pequenas empresas podem e devem buscar padronizar seus processos como uma forma de trabalhar com profissionalismo, economizar por meio de diminuição de desperdícios e erros, e atender a qualidade que o cliente espera”, disse.